Salve o propósito


A velha máxima de que é melhor estar parado olhando na direção certa, do que correndo na direção errada é atual e não importa o tempo que passe. Saber o que quer, o que gosta e onde quer chegar são nortes para o indivíduo que não tem apetite para o fracasso. Nesse sentido, o propósito torna-se requisito básico para aqueles que desejam recompensas significativas.

Essa fala pode parecer clichê, mas são poucas as pessoas que levam um objetivo a sério ou que o reconhecem. De acordo com um levantamento realizado pela revista Harvard Business Review, apenas 3% das pessoas pesquisadas tinham de fato um plano de ação para suas vidas. E esses 3% detinham 90% da renda de todos os entrevistados.

O motivo desse pequeno percentual é que dá trabalho investigar um propósito. Olhar para dentro e refletir, necessita de muito questionamento, responsabilidade e entrega.

Foi o caso de Henrique Mascarenhas, executivo da área de marketing há mais de 20 anos. Após sair da empresa na qual trabalhava, viu a oportunidade de transpor o cartão corporativo. Passou a fazer um planejamento de carreira junto à Produtive e, com calma, encontrou diversas oportunidades que fizeram sentido para a sua vida. “Me permiti investigar o que eu conquistei desde então, qual é o legado que queiro deixar, como quero criar meus filhos, o que eu faço bem, quais os meus sonhos e valores diante do meu conhecimento”.

Nesse ínterim, o profissional encontrou diversas janelas anteriormente não previstas. Uma delas foi como financial planner, algo convergente à ação de ajudar as pessoas. “Sempre gostei da área de investimento e, encontrar uma renda em que você pode ajudar a mudança de vida das pessoas, é muito significativo para mim”.

Mascarenhas também quis deixar um legado de sua vida para a sociedade atuando em projetos de energias limpas e renováveis, passou a fazer cursos e a estudar mercados que fazem sentido para ele a longo prazo. E, em seguida, começou a dar aulas na FGV (Fundação Getúlio Vargas), uma atividade que já tinha experimentado como convidado, mas não considerava como peça do xadrez.
Distantes de suas próprias rédeas, ele comenta que muitos profissionais vão deixar o legado das cifras, mas que não fazem e nem vão fazer sentido para eles. “A identidade corporativa tem uma data de validade. Hoje, eu percebi que é preciso passar pelo processo de reflexão e estabelecer objetivos próprios muito antes da empresa te dizer adeus. Para mim, essa oportunidade forçada de estabelecer um propósito foi uma das melhores coisas que aconteceram na minha vida. Foi realmente transformador”.

Protagonista da carreira

 

A Vera Vasconcellos, coach e consultora de carreira sênior da Produtive, foi quem acompanhou Mascarenhas nessa jornada. Segundo ela, quando a pessoa tem clareza do que quer, seja a curto, médio ou longo prazo, ela consegue desenvolver ou fortalecer as competências, conhecimentos, habilidades ou comportamentos necessários para chegar no objetivo pretendido. “Ao longo do tempo, esse propósito vai se atualizando, mas é importante defini-lo antes de mais nada”.

Para Vera, existem vários fatores que podem ajudar a pessoa a atingir o seu objetivo. Um deles é estar aberto ao novo. “O coelho sai da cartola em que menos se espera”, brinca ela. E por estar aberto ao novo, a pessoa fica menos seletiva, reforça a especialista. “A socialização é maior, o que permite a troca de ideias e a ampliação de repertório profissional”.
Outra dica é dar movimento aos dias, principalmente para quem está em transição de carreira. “Faça uma agenda diária e torne os momentos agradáveis com algo que goste. Encontre pessoas, aproveite o tempo para estar com a família, mas tenha cuidado para não esquecer do seu objetivo principal”.

Segundo Vera, é natural que a pessoa tenha uma queda de energia nessa caminhada, mas deve-se evitar qualquer ciclo vicioso, deixando, por exemplo, de se cuidar. “Tenha o equilíbrio necessário”, recomenda.

No futuro, o profissional precisa olhar para trás e ter a clareza de que seus passos valeram a pena. Do contrário, ele terá sido levado pelas mãos dos outros, e elas podem levar a caminhos opostos a seu gosto.

permalink | enviar por email
Atendimento via WhatsApp
Solicite mais informações

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone (obrigatório)

Unidade Produtive de preferência (obrigatório)

Assunto (obrigatório)

Empresa (obrigatório)

Possui curso superior?

Cargo / Posição

Área de atuação

Objetivo

Último cargo ocupado

Linkedin

Anexar Currículo

Sua mensagem (obrigatório)

close
Contact us