Estabilidade em troca de equilíbrio


Rafael Souto fala sobre o conceito de Life Design em entrevista ao jornal O Povo, de Fortaleza.

opovo

Nos idos de 1960 e 1970, a vida dentro da empresa era completamente dissociada da vida fora dela. O processo de trabalho também era outro, garantindo ao funcionário construir toda a sua carreira basicamente em um único local. A estabilidade, entretanto, já não é fator preponderante no desenvolvimento de uma carreira.

Rafael Souto, sócio-fundador e CEO da Produtive Carreira e Conexões com o Mercado, defende o pensamento da escola contemporânea Life Design, segundo a qual as pessoas pensam suas carreiras, mas de forma integrada a temas como família, vida pessoal, saúde e propósitos. E cabe ao profissional avaliar qual tema é mais importante para si e fazer a chamada arquitetura de vida.

Com a amplidão do sentido do trabalho, logo um novo paradigma de carreira passou a valer. “Quando a gente concentra nessa arquitetura de vida toca no propósito: ‘o que eu quero pra minha vida’, ‘em quê eu acredito?’ Se essas crenças e minha ética não combinarem com valores da companhia, fica difícil de trabalhar”, afirma Rafael.

Caso os temas variantes e as experiências do sujeito estejam em desequilíbrio, os lucros e as metas na empresa perdem seu sentido. E para alcançar o equilíbrio na carreira, o especialista recomenda a reflexão sobre cinco temas de vida. O primeiro propõe pensar sobre sua satisfação e objetivos, e a questionar-se sobre coisas como ‘onde eu não trabalharia?’, ‘em quê eu acredito?’.

O segundo é refletir ‘como está minha saúde emocional e física?’. O terceiro recai sobre as finanças pessoais: ‘como vai a organização do meu dinheiro?’, ‘como será meu futuro?’. O quarto tema é avaliar a reputação conquistada na empresa e diante de todas as pessoas que me cercam. O quinto e último trata sobre a competitividade em si, considerando aspectos como formação, experiência e área de atuação. “Recomendaria olhar esses cinco aspectos que correspondem à arquitetura de vida. Não é fácil, mas todos devem estar harmonizados”, complementa Rafael.

permalink | enviar por email
Solicite mais informações

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone (obrigatório)

Unidade Produtive de preferência (obrigatório)

Assunto (obrigatório)

Sua mensagem (obrigatório)

close
Contact us