CongregaRH aborda novas formas de liderança


Em um mundo que migra exponencialmente para soluções digitais e automação no mercado de trabalho, o fator humano, cada vez mais, vem assumindo posições estratégicas no cenário econômico. É neste sentido que surge o RH 4.0, uma nova tendência do recursos humanos que prioriza a gestão de colaboradores e líderes de uma empresa em detrimento de funções mecânicas, como pagamento de encargos e salários, controle de horários e outras atividades mais burocráticas que passam a ser executadas por softwares especializados. Usando-se dessa realidade, o CongregaRH, congresso de gestão de pessoas, busca traçar novos perfis e métodos de liderança.

“O Recursos Humanos está passando por uma transformação digital muito rápida, o que tem mudado as relações de trabalho. Uma das novas funções é desenvolver a liderança nos CEOs, incentivar o protagonismo dos colaboradores e encabeçar as mudanças culturais que a inovações tecnológicas exigem”, diz Crismeri Corrêa, presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos Seccional Rio Grande do Sul (ABRH-RS), que promove o evento.

Segundo a presidente, 57% dos participantes do CongregaRH são gestores de outros setores empresariais, o que salienta o papel do recursos humanos na capacitação dos “tomadores de decisão”. O evento reúne palestrantes como Ricardo Amorim, José Salibi Neto, Sathish Bala, Adriana Kersting e muitos outros, que abordam as características da liderança ágil e das novas estruturas de trabalho. “Precisamos de um líder ágil, que aprenda rápido e seja resiliente, nesse processo de transformação tecnológica”, acrescenta Crismeri.

Além disso, paralelamente ao evento, ocorre a ExpoCongregaRH, que reúne empresas de diversos segmentos, buscando fortalecer laços corporativos e incentivo ao networking.

Na Kienbaum, empresa internacional de consultoria, que trabalha na avaliação de comportamento e competências de líderes de alta gerência, a tecnologia, em determinadas situações, fica em segundo plano, explica o sócio da empresa José Antônio Freitas. “O mundo é digital, mas a liderança ágil tem relação com o comportamento”, explica Freitas.

Mesmo que a Kienbaum tenha como carro-chefe o assessment (consultoria) presencial e customizado para grandes empresários, também irá lançar nos próximos meses uma nova modalidade a distância, buscando novos mercados. “Se for para promover um diretor à presidente isso será através da modalidade presencial, mas nos níveis iniciais de formação de pessoas o assessment on-line é suficiente para dar um feedback claro”, diz o sócio da empresa. Sicredi, Hospital Moinhos de Ventos e Randon estão entre as empresas que utilizaram a consultoria presencial da Kienbaum.

Já a Produtive, consultora brasileira de outplacement do Brasil, investiu no aplicativo HUB, dispositivo para estreitar a relação de líderes assessorados pelas empresa com suas equipes de trabalho. “A gente criou um HUB para que a pessoa que recebeu assessoria da Produtive possa participar de uma comunidade interna com outros assessorados, incentivando a troca de conhecimento”, diz o CEO da empresa, Rafael Souto. Isto é importante, segundo o CEO, porque mostra como a tecnologia pode ser aproximadora de pessoas, capaz de gerar trocas de conhecimento profissional. O CongregaRH, tem expectativa de reunir público de 5 mil pessoas.

permalink | enviar por email
Solicite mais informações

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone (obrigatório)

Unidade Produtive de preferência (obrigatório)

Assunto (obrigatório)

Sua mensagem (obrigatório)

close
Contact us