Chefe de primeira viagem


logo-voce

Rafael Souto, CEO da Produtive, foi fonte de matéria veiculada na edição de abril da Revista Você S/A

Por mais preparado que um profissional esteja, há muitos desafios para um gestor novato. Descubra o que fazer nos três primeiros meses

Por Marcia Di Domenico

Chegar a um cargo de liderança faz parte dos planos e das ambições de praticamente todo profissional. Mas alçar voos mais altos e assumir responsabilidades maiores nem sempre é simples. O segredo é acertar nos primeiros passos dessa etapa de carreira, como sugere Michael Watkins, professor da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, e especialista em Liderança, no livro Os Primeiros 90 Dias – Estratégias de Sucesso para Novos Líderes (Editora Bookman). Para ele, os três primeiros meses devem ser usados para aprendizagem, definição de prioridades e planejamento de estratégias. Salvo casos específicos, só então é que se deve pensar em mudanças estruturais e resultados.

Os primeiros 90 dias são determinantes para o novo líder mostrar suas habilidades e, portanto, para construir ou destruir sua imagem como chefe. “É nesse período que os desafios mais comuns de todo início de gestão começam a aparecer, e o profissional tem a oportunidade de mostrar a que veio e começar a se sentir líder de fato”, diz Elza Veloso, professora do Programa de Estudos em Gestão de Pessoas da Fundação Instituto de Administração (FIA), de São Paulo. Reunimos aqui os principais conselhos sobre o que fazer e não fazer em sua estreia no comando.

Entender o contexto

Na ansiedade de conquistar a equipe, mostrar resultados ou impor autoridade, é comum chegar fazendo mudanças antes mesmo de se inteirar da situação que está assumindo. “Entender a dinâmica dos relacionamentos, a política da empresa e os jogos de poder dentro da companhia é importante para tomar atitudes adequadas, começar a construir alianças e preservar sua imagem e credibilidade”, afirma Rafael Souto, da Produtive, consultoria de gestão e carreira, de São Paulo.

Jogo dos 5 erros

Os deslizes que enfraquecem a primeira gestão

1 – IR COM MUITA SEDE AO POTE

Chegar com tudo e fazer mudanças sem consultar ninguém gera mais resistência do que engajamento. “O líder valorizado se coloca como articulador para gerar decisões benéficas para todos”, diz Rafael, da Produtive.

2 – BANCAR O SUPER-HOMEM

Por insegurança, falta de humildade ou medo de ficar vulneráveis diante dos subordinados, muitos novos chefes se recusam a pedir ajuda em situações que não dominam completamente, como alguma tarefa operacional. Isso pode causar problemas como atraso no processo, erro na tomada de decisão e risco de passar a imagem de arrogante ou incompetente.

3 – ACUMULAR TAREFAS

Quando o profissional passa de subordinado à chefia de uma área da qual tem domínio, resistir à vontade de colocar a mão na massa é um desafio. “Para agilizar o andamento do trabalho é comum assumir tarefas que são da responsabilidade dos outros”, diz José Claudio, da Saint Paul Escola de Negócios. “Corre-se o risco de passar a imagem de chefe centralizador.”

4 – DESCONSTRUIR O ANTECESSOR

Tentar impor seu estilo de liderança desvalorizando a gestão anterior só vai colaborar para criar uma imagem de antipatia com o time. É importante entender como a área funcionava antes de sua chegada, mas, para introduzir mudanças necessárias e atrair resultados positivos, não se deve levantar comparações ou críticas destrutivas.

5 – FICAR ACOMODADO

Nem pense que a partir de agora sua rotina será dar ordens e cobrar resultados. Aprofundar-se na área que acabou de assumir, compreender a parte técnica, no caso ter perfil mais gerencial, e vice-versa, e ter uma visão mais global do trabalho vai salvá-lo de se tornar um chefe superficial – e, possivelmente, com prazo de validade curto.

[…]

permalink | enviar por email
Atendimento via WhatsApp
Solicite mais informações

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone (obrigatório)

Unidade Produtive de preferência (obrigatório)

Assunto (obrigatório)

Empresa (obrigatório)

Possui curso superior?

Cargo / Posição

Área de atuação

Objetivo

Último cargo ocupado

Linkedin

Anexar Currículo

Sua mensagem (obrigatório)

close
Contact us