Tendências para a área de finanças em 2019


Com exclusividade para a Exame.com, a Produtive fez um levantamento de mercado que mostra as posições na área de Finanças que estão em alta. Segundo os heads da área de Mercado da empresa, Tatiana Lemke e Fernando De Vincenzo, atualmente, a busca é por quem dê suporte ao negócio em uma possível expansão e possa analisar dados para agilizar decisões em retomadas de investimentos das empresas.

——–

Responsável pela saúde das contas das empresas, a área de finanças começou 2019 em clima otimista pela retomada da economia brasileira.

Embora as contratações no setor sejam feitas com cautela, a busca é por quem dê suporte ao negócio em uma possível expansão.  Sinais do viés estratégico das vagas de finanças estão sendo captados pelas consultorias.

O diretor da divisão de finanças da Talenses, Alexandre Benedett, vê o recrutamento para cargos de planejamento financeiro esquentando.

“O que está ligado ao suporte ao negócio, como vendas, marketing, supply chain e planejamento, de maneira ampla, terá maior foco de contratações. Profissionais especializados nos temas de governança, compliance, tributário, reestruturações e multinacionais terão destaque”, fala ele.

Para ele, a área não sofre com muitas transformações, mas é necessário ficar atento para novas demandas relacionadas à tecnologia, como o maior uso de análise de dados para tomar decisões nas empresas.

“De maneira geral, todas as áreas foram afetadas pelo uso da tecnologia. Cada vez mais, se fala em análise de dados e big data. Para finanças, isso será muito importante, gerando automatização de processos e mais eficiência”, explica ele.

Um exemplo é o cargo de analista de planejamento financeiro, indicado como promissor,  já que exige conhecimentos de análise de dados para tomar decisões mais rápidas e assertivas.

Segundo Guilherme Spironelli, gerente da divisão de finanças e bancos da Hays, cargos de tesouraria, controladoria e tributário serão essenciais no período para melhorar o desempenho.  Ele vê mais cargos vagos em multinacionais e startups em crescimento.

“As fintechs precisarão de pessoas para desenhar e estruturar o lado financeiro. As contratações aqui são para suporte das análises financeiras e também há chance para cargos mais altos. No entanto, como são empresas começando, os salários não são tão altos quanto no resto do mercado financeiro”, comenta ele.

Para mapear a demanda de profissionais e tendências no setor para 2019, EXAME fez um levantamento exclusivo com a Produtive e outras consultoras. Confira os 13 cargos indicados pelos especialistas:

CFO ou diretor financeiro

O que faz: profissional que gerencia e planeja todas as operações de finanças e contabilidade na empresa

Perfil da vaga: a graduação inicial não é tão importante quanto o conjunto de experiências e formações da pessoa, como um MBA e ter ocupado um cargo no exterior

Salário: 25 a 45 mil reais

Por que está em alta: movimentações societárias e fusões de empresas levam a contratação de novos diretores, especialmente esse alto executivo que é apontado como um possível candidato a próximo CEO. E a necessidade de melhor gestão dos recursos da empresa.

Business Partner Financeiro

O que faz: acompanha os indicadores financeiros das unidades de negócio com diretores e gerentes. Mais próximo da operação, ele agiliza decisões e acompanha o desenvolvimento de resultados.

Perfil da vaga: profissional analítico com forte conhecimento sistêmico de funcionamento da empresa, formação e especialização em administração de empresas, ciências contábeis e gestão financeira. Precisa ter desenvoltura para relacionamentos, pois a posição demanda essa habilidade.

Salário: 12 a 15 mil reais

Por que está em alta: as empresas estão retomando os investimentos e precisarão sair de um cenário de redução de custos, mas com cautela para diminuírem riscos, por isso, precisam desses profissionais para cuidarem deste movimento com governança, de forma mais cuidadosa.

Gerente de Controladoria ou Controller

O que faz: profissional responsável pela gestão e análise de indicadores econômicos e financeiros, metas e resultados. Faz a gestão de fluxo de caixa, captação de investimentos e recursos, negociação com bancos, e também nos assuntos relacionados a Controladoria, como fechamento de balanço, auditoria.

Perfil da vaga: cadeira de confiança, necessário bons conhecimentos técnicos e habilidade de apresentação e discussão de processos e resultados. É necessário ter conhecimento em Controladoria e Finanças, habilidades para negociação e captação de recursos com instituições financeiras e gestão de equipes.

Salário: dependerá da senioridade, mas está entre 12 a 25 mil reais

Por que está em alta: essa posição está em alta para realizar estudos dos cenários internos e externos consolidando informações para a tomada de decisão do alto escalão da empresa.

Controller de Unidade de Negócios (Business Controller)

O que faz: responsável por gerenciar as perdas e lucros de negócios, elaboração e gerenciamento das previsões e relatórios à diretoria dos principais indicadores da companhia. Trabalha com o CFO, fazendo o fechamento financeiro do negócio.

Perfil da vaga: profissional analítico, planejador, direcionado sempre para eficiência operacional e financeira

Salário: 12 a 18 mil reais

Por que está em alta: as empresas têm a necessidade de visualizar com maior facilidade os resultados financeiros, para eventuais correções no plano estratégico.

Gerente de projetos e estruturação ou Gerente de Investimento

O que faz: fica responsável pela avaliação de empresas (Valuation), planejamento financeiro (FP&A) e estruturação de Parcerias Público-Privadas (PPP).

Perfil da vaga: experiência em gestão e elaboração da modelagem financeira

Salário: 15 a 20 mil reais

Por que está em alta: com a mudança de governo, novos negócios e novas empresas chegam ao país.

Analista de Planejamento Financeiro

O que faz: faz relatórios gerencias para tomada de decisões estratégicas

Perfil da vaga: é preciso conhecimentos na área financeira, assim como conhecimentos de tecnologia, como softwares de geração de relatórios e análise de dados.

Salário: 7 a 9 mil reais

Por que está em alta: as empresas precisam cada vez mais de dados acurados para tomar decisões rápidas e assertivas.

Gerente de Planejamento Financeiro

O que faz: responsável pelo orçamento, análises mensais entre o que foi orçado e realizo, além de projeções de gastos. Em algumas empresas, também é responsável por realizar estudos de viabilidade econômica financeira.

Perfil da vaga: pessoa com perfil analítico, com capacidade de comunicação apurada (trata com diversas áreas) e com uma visão focada no melhor cenário para empresa no futuro.

Salário: 18 a 33 mil reais

Por que está em alta: além de avaliar possíveis reduções de custos nas empresas, vai ser um profissional valioso na busca de novos investimentos e seus retornos.

Especialista Tributário

O que faz: faz a apuração de impostos diretos e indiretos e o atendimento à auditoria. Ajuda com o planejamento tributário da empresa para recuperação de crédito.

Perfil da vaga: inglês avançado será diferencial para maior parte das empresas, além de boa comunicação para transitar entre áreas. O profissional precisa ser pró-ativo e ter ótima interpretação de texto, para pesquisas recorrentes de legislação.

Salário: 9 mil a 15 mil reais

Por que está em alta: o cenário pós-crise está forçando as empresas a reestruturar a área tributária para que consigam se planejar para um novo momento de expansão da economia, ao mesmo tempo reavendo créditos com o governo.

Gerente Tributário

O que faz: responsável por avaliar possíveis ganhos financeiros que a empresa pode ter de acordo com o regime tributário, benefícios fiscais ou novos investimentos (por exemplo, uma planta em outro estado que traz benefícios fiscais).

Perfil da vaga: profissional técnico, costuma ter formação acadêmica sólida e habilidade estratégica.

Salário: 18 mil e 27 mil reais

Por que está em alta: ele traz ganhos financeiros, além de conseguir recuperar créditos fiscais ou diminuir a tributação em cima da empresa.

Gerente de Tesouraria

O que faz: é o profissional que realiza os investimentos da companhia, pensando no capital a ser investido e os retornos financeiros que eles podem trazer, além do gerenciamento das dívidas, prolongando as negociações com bancos, clientes e fornecedores.

Perfil da vaga: profissional analítico, com bom raciocínio lógico, organizado e com forte visão de mercado.

Salário: 15 a 28 mil reais

Por que está em alta: a posição é extremamente importante para a saúde financeira de uma empresa.

Gerente de Auditoria

O que faz: profissional responsável por auditar todos os processos das áreas interlocutoras da empresa. Sempre atuando de maneira consultiva, como se fosse um parceiro de negócios, visando melhorar os processos e controles.

Perfil da vaga: pessoa analítica, observadora, organizada e discreta

Salário: 15 mil a 28 mil reais (com bônus da função)

Por que está em alta: a posição é importante para manter os controles e garantir a confiabilidade de uma empresa. Um bom auditor é fundamental para garantir a conduta da companhia e a credibilidade nos serviços prestados.

Gerente de Parcerias e Canais

O que faz: é a pessoa que cria as estratégias para atingir metas de produtos e serviços

Perfil da vaga: ter a capacidade de encontrar novos parceiros comerciais por meio da análise do perfil de empresas e avaliação de nichos de mercado.

Salário: 15 mil a 20 mil reais

Por que está em alta: posição estratégica para aumentar a capilaridade dos produtos e serviços ofertados. Com a retomada de mercado, é essencial criar parcerias rentáveis e de alto valor agregado.

Consultor de Investimentos

O que faz: gerencia uma carteira de investimentos da empresa

Perfil da vaga: profissional altamente comercial para obter mais clientes, alto conhecimento de produtos financeiros para recomendar a melhor opção para seu cliente.

Salário: a partir de 8 mil reais e bônus variável

Por que está em alta: com o acesso livre de todo tipo de investidor (de médio ou alta renda) a uma cultura de investimento, o profissional que realmente sabe o que dizer e como direcionar pessoas para investir é um grande diferencial. Além disso, o volume de ‘agentes autônomos’ que o mercado necessita atualmente é gigantesco.

permalink | enviar por email
Solicite mais informações

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone (obrigatório)

Unidade Produtive de preferência (obrigatório)

Assunto (obrigatório)

Sua mensagem (obrigatório)

close
Contact us