6 dicas para organizar o seu currículo


logo-estadao

Matéria veiculada em 16 de maio no Estadão com entrevista de André Ribeiro, Consultor de Carreira Sênior da Produtive:

Traçar objetivos

O consultor de carreira sênior da Produtive, André Ribeiro, é categórico em um ponto: um bom currículo só existe quando o candidato sabe onde quer chegar. “O primeiro passo é saber o que você quer da sua vida profissional. Onde quer chegar e o que quer fazer. Com isso em mente, você monta seu currículo balanceando as suas informações ao redor do seu foco”, avaliou. Ele destaca que fica mais fácil conseguir uma vaga no mercado quando há uma estratégia bem definida para atingir seu objetivo a médio e longo prazos (Textos: Guilherme Mazieiro, especial para o Estado).

Estrutura do currículo

A construção básica do currículo deve conter informações pessoais (nome, data de nascimento, endereço residencial e e-mail). “O importante é colocar todas as qualidades que você já adquiriu. Caso não fique claro, é um diferencial que a pessoa perde”, considerou a especialista em recursos humanos da Vagas.com, Patrícia Sampaio. A supervisora de assessoria de carreira da Catho, Larissa Meiglin, destaca que o currículo deve apresentar informações de modo fácil e objetivo. “Além do e-mail profissional, o candidato deve sempre deixar pelo menos dois telefones no currículo, mesmo que o segundo seja de outra pessoa, só para recados. É muito difícil que a empresa fique correndo atrás de um candidato”, disse.

Currículo tem que ter foto?

Os especialistas alertam que a foto no currículo deve ser usada apenas quando a vaga disputada exigeboa aparência. “A imagem que vai ser escolhida tem de ser boa. Não adianta nada ser aquela tirada das redes sociais. Precisa ser um pouco mais séria e de boa visibilidade, uma foto profissional”, considerou o consultor André Ribeiro. Ele alerta para o cuidado em selecionar a foto, afinal o objetivo é conseguir uma entrevista de emprego. “Não adianta forçar a barra com uma foto no currículo, pois o que vale é o conjunto de habilidades”, diz.

Conteúdo

Patrícia Sampaio ressalta que muitas vezes um candidato perde uma vaga em razão da falta de conteúdo. “Sempre tem algo para contar e mostrar o que sabe. O que falta, às vezes, é atenção para lembrar disso e destacar essas capacidades no currículo”, garante ela. Já o consultor André Ribeiro lembra que algumas empresas procuram justamente quem não tem experiência. “Todo mundo já fez um curso ou atividade paralela que pode ser um diferencial para o empregador. Muitas pessoas buscam, justamente, alguém sem experiência”, considerou Ribeiro.

Tamanho

De acordo com os especialistas,as plataformas virtuais permitem um currículo maior, com mais de duas páginas. Nesse meio, a divulgação de conteúdo deve ser mais detalhada e elaborada. “É necessário ter mais cuidado para não ser repetitivo e fazer um material pobre. O bom senso sempre deve prevalecer”, afirma Patrícia. Já as versões impressas continuam a ter como regra o limite de até duas folhas. “Recomendamos que o candidato foque nos últimos cinco empregos ou nos últimos dez anos de vida profissional, é um cartão de visitas bem feito. Qualquer informação além disso pode ser tratada na entrevista”, destacou Ribeiro.

Entrevista

Se portar bem em uma entrevista é um ponto-chave para garantir um bom emprego. Aqui a principaldica é quanto à vestimenta – sempre de acordo com a ocasião, formal – e a forma de se comunicar. Gírias e palavrões não devem ser ditos. “O mais importante para as empresas são as qualificações que tenham relação com a vaga. Mas o restante conta como diferencial. Um intercâmbio, por exemplo, sugere que você é capaz de lidar com pessoas de outra cultura e idioma. Trabalhos voluntários indicam que você tem interesse em agregar valor à comunidade”.

permalink | enviar por email
Solicite mais informações

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone (obrigatório)

Unidade Produtive de preferência (obrigatório)

Assunto (obrigatório)

Sua mensagem (obrigatório)

close
Contact us